Hipertensão Arterial

Curated byDavid Rodrigues

Essential (primary) hypertension

august 2020

1 Algorithm3 Articles

Articles

Cardiology

2020 International Society of Hypertension Global Hypertension Practice Guidelines

Guidelines da International Society of Hyoertension que têm elevado teor prático e que pretendem ser um consenso à volta do cada vez mais relevante tema da Hipertensão arterial. Com metodologia baseada em consenso de peritos refere ter como propósito (1) ser usada globalmente; (2) ser adequada para aplicação em ambientes com poucos ou elevados recursos, aconselhando sobre padrões essenciais e ótimos; e (3) ser concisa, simplificada e fácil de usar. Existem três sprincipais diferenças com as guidelines ESC 2018: 1 - a mais relevante, esta guidelines tem uma abordagem mais conservadora (segura?) que defende que não se deve ir imediatamente de uma combinação dupla para a terapia tripla, mas sim fazer uso de uma etapa intermédia que leva o paciente de terapia de combinação dupla de dose baixa para dose dupla de alta. 2 - é dada muita atenção à necessidade dos médicos obterem as melhores informações possíveis sobre a adesão dos pacientes ao tratamento, dado o importante papel desempenhado pela baixa adesão na baixa taxa de control da pressão arterial 3 - por fim, novidade, na seção dedicada ao tratamento por mudanças de estilo de vida, propoem-se medidas redutoras de stress (meditação, ioga, etc), algo que habitualmente não é considerado. Referem ainda que a guideline foi desenvolvida sem qualquer apoio da indústria ou de outras fontes. Os autores declaram não ter conflitos de interesse apesar de receberem pagamentos por formação ou consultadoria. O documentos divide-se nos seguintes tópicos: Seção 1. Introdução Seção 2. Definição de Hipertensão Seção 3. Medição da pressão arterial e diagnóstico de hipertensão Seção 4. Testes de diagnóstico e clínicos Seção 5. Fatores de risco cardiovascular Seção 6. Lesões de órgãos mediadas por hipertensão Seção 7. Exacerbadores e indutores de hipertensão Seção 8. Tratamento da hipertensão 8.1 Modificação do estilo de vida 8.2 Tratamento Farmacológico 8.3 Adesão ao tratamento anti-hipertensivo Seção 9. Comorbilidades comuns e outras comorbilidades da hipertensão Seção 10. Circunstâncias específicas 10.1 Hipertensão Resistente 10.2 Hipertensão Secundária 10.3 Hipertensão na gravidez 10.4 Emergências Hipertensivas 10.5 Etnia, Raça e Hipertensão Seção 11. Recursos Seção 12. Visão geral da gestão da hipertensão

Unger T., et al.may 2020

Cardiology

Measurement of Blood Pressure in Humans: A Scientific Statement From the American Heart Association

Artigo de revisão sobre a Tensão Arterial e com instruções sobre a correcta medição da PA na consulta. O resumo: Passo 1: Prepare o paciente adequadamente 1. Faça com que o paciente se descontraia, sentado numa cadeira com os pés apoiados no chão e as costas apoiadas. O paciente deve ficar sentado por 3–5 minutos sem falar ou se mover antes de registar a primeira leitura da PA. 2. O paciente deve evitar cafeína, exercícios e fumar por pelo menos 30 minutos antes da medição. 3. Certifique-se de que o paciente esvaziou a bexiga. 4. Nem o paciente nem o observador devem falar durante o período de descanso ou durante a medição. 5. Remova as roupas que cobrem o local de colocação do manguito. 6. As medições feitas com o paciente sentado na marqueza de exame não cumpre estes critérios. Passo 2: Use a técnica adequada para medições de PA 1. Use um dispositivo de medição de PA com manguito que tenha sido validado e certifique-se de que o dispositivo seja calibrado periodicamente. 2. Apoie o braço do paciente (por exemplo, numa mesa). O paciente não deve segurar o braço porque o exercício isométrico afetará os níveis de PA. 3. Posicione o meio do manguito na parte superior do braço do paciente ao nível da auricula direita (ponto médio do esterno). 4. Use o tamanho correto do manguito de forma que envolva 75% –100% do braço. 5. Use o diafragma ou a campainha do estetoscópio para leituras auscultatórias. Passo 3: Faça as medições adequadas necessárias para o diagnóstico e tratamento de PA elevada / hipertensão 1. Na primeira visita, registre a PA em ambos os braços. * Use o braço que fornece a leitura mais alta para as leituras subsequentes. 2. Separe as medições repetidas por 1–2 min. 3. Para determinações auscultatórias, use uma estimativa palpada da pressão de obliteração do pulso radial para estimar a PAS. Infle o manguito 20-30 mm Hg acima desse nível para uma determinação auscultatória do nível de PA. 4. Para leituras auscultatórias, desinfle a pressão do manguito 2 mm Hg / s e ouça os sons de Korotkoff. Passo 4: Documente corretamente leituras precisas de PA 1. Registre o PAS e PAD. Se usar a técnica auscultatória, registre a PAS e a PAD como o início do primeiro de pelo menos 2 batimentos consecutivos e o último som audível, respectivamente. 2. Registre PAS e PAD até o número par mais próximo. 3. Observe a hora em que a medicação de PA mais recente foi tomada antes das medições. Passo 5: Faça a média das leituras Use uma média de ≥2 leituras obtidas em ≥2 ocasiões para estimar a PA do indivíduo. Passo 6: Forneça leituras de PA ao paciente Forneça aos pacientes suas leituras de PAS / PAD, tanto verbalmente quanto por escrito. Alguém deve ajudar o paciente a interpretar os resultados.

Muntner, et al. march 2019