july 2020 • The Lancet

Mortality and pulmonary complications in patients undergoing surgery with perioperative SARS-CoV-2 infection: an international cohort study

James E Archer, Abdulrahman Odeh, Simon Ereidge, Hosni Khairy Salem, et al.

DOI: 10.1016/S0140-6736(20)31182-X

Content curated by:David Rodrigues

Key message

Estudo de coorte que tenta avaliar mortalidade e complicações pulmonares peri-operatórias em doentes com infecção com SARS-CoV-2. Surpreende o número tão elevado encontrado seja de mortalidade seja de complicações pulmonares. Convém sublinhar que se trata de um estudo observacional em que não temos um grupo de controlo e que, em contexto de pandemia, o estudo e posterior classificação de "complicação pulmonar" foi certamente feito de forma mais pronta e fácil que em contexto pré-pandémico.

Analysis

Population

Analisaram dados de 235 hospitais em 24 países e incluíram todos os pacientes submetidos à cirurgia que tiveram infecção por SARS-CoV-2 confirmada dentro de 7 dias antes ou 30 dias após a cirurgia. O outcome primário foi a mortalidade pós-operatória em 30 dias tendo sido avaliado em todos os pacientes incluídos. O principal outocome secundário foi "complicações pulmonares", definidas como pneumonia, síndrome do desconforto respiratório agudo ou ventilação pós-operatória inesperada.

Method

Estudo de coorte que procura entender a mortalidade e complicações pulmonares peri-operatórias em doentes com infecção com SARS-CoV-2.

Results

Encontram que as complicações pulmonares pós-operatórias ocorrem em metade dos pacientes com infecção por SARS-CoV-2 no período peri-operatório e estão associadas a alta mortalidade. Recomendam que os limiares para cirurgia electiva durante a pandemia de COVID-19 devem ser maiores do que durante a prática normal, principalmente em homens com 70 anos ou mais. Deve-se considerar o adiamento de procedimentos não urgentes e a promoção do tratamento não cirúrgico para atrasar ou evitar a necessidade de cirurgia. Entre 1128 pacientes identificados, 835 (74%) foram submetidos a cirurgia de emergência e 280 a cirurgia eletiva. COVID-19 foi diagnosticada no pré-operatório em 294 (26%) e foi confirmada pela detecção do RNA de SARS-CoV-2 em 969 (86%). A taxa geral de mortalidade em 30 dias foi de 24%; para procedimentos eletivos, 19%. A mortalidade foi maior em homens acima de 70 anos, ASA grau 3 a 5, com neoplasia maligna e com procedimentos cirúrgicos de emergência e importantes. As complicações pulmonares desenvolveram em 577 pacientes (51%) e foram associadas a uma maior taxa de mortalidade em 30 dias. Surpreende o número tão elevado encontrado seja de mortalidade seja de complicações pulmonares. Convém sublinhar que se trata de um estudo observacional em que não temos um grupo de controlo e que, em contexto de pandemia, o estudo e posterior classificação de "complicação pulmonar" foi certamente feito de forma mais pronta e fácil que em contexto pré-pandémico.

Abstract

Background The impact of severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 (SARS-CoV-2) on postoperative recovery needs to be understood to inform clinical decision making during and after the COVID-19 pandemic. This study reports 30-day mortality and pulmonary complication rates in patients with perioperative SARS-CoV-2 infection. Methods This international, multicentre, cohort study at 235 hospitals in 24 countries included all patients undergoing surgery who had SARS-CoV-2 infection confirmed within 7 days before or 30 days after surgery. The primary outcome measure was 30-day postoperative mortality and was assessed in all enrolled patients. The main secondary outcome measure was pulmonary complications, defined as pneumonia, acute respiratory distress syndrome, or unexpected postoperative ventilation. Findings This analysis includes 1128 patients who had surgery between Jan 1 and March 31, 2020, of whom 835 (74·0%) had emergency surgery and 280 (24·8%) had elective surgery. SARS-CoV-2 infection was confirmed preoperatively in 294 (26·1%) patients. 30-day mortality was 23·8% (268 of 1128). Pulmonary complications occurred in 577 (51·2%) of 1128 patients; 30-day mortality in these patients was 38·0% (219 of 577), accounting for 81·7% (219 of 268) of all deaths. In adjusted analyses, 30-day mortality was associated with male sex (odds ratio 1·75 [95% CI 1·28–2·40], p<0·0001), age 70 years or older versus younger than 70 years (2·30 [1·65–3·22], p<0·0001), American Society of Anesthesiologists grades 3–5 versus grades 1–2 (2·35 [1·57–3·53], p<0·0001), malignant versus benign or obstetric diagnosis (1·55 [1·01–2·39], p=0·046), emergency versus elective surgery (1·67 [1·06–2·63], p=0·026), and major versus minor surgery (1·52 [1·01–2·31], p=0·047). Interpretation Postoperative pulmonary complications occur in half of patients with perioperative SARS-CoV-2 infection and are associated with high mortality. Thresholds for surgery during the COVID-19 pandemic should be higher than during normal practice, particularly in men aged 70 years and older. Consideration should be given for postponing non-urgent procedures and promoting non-operative treatment to delay or avoid the need for surgery. Funding National Institute for Health Research (NIHR), Association of Coloproctology of Great Britain and Ireland, Bowel and Cancer Research, Bowel Disease Research Foundation, Association of Upper Gastrointestinal Surgeons, British Association of Surgical Oncology, British Gynaecological Cancer Society, European Society of Coloproctology, NIHR Academy, Sarcoma UK, Vascular Society for Great Britain and Ireland, and Yorkshire Cancer Research.