may 2020 • JAMA

Interpreting Diagnostic Tests for SARS-CoV-2

Sethuraman N, Jeremiah SS, Ryo A.

DOI: 10.1001/jama.2020.8259

Content curation::David Rodrigues

Key message

A evidência actual revela que temos marcadores de diagnóstico para a detecção de COVID-19 úteis mas com aplicações temporais diferentes (ver figura). A maioria dos dados disponíveis referem-se a para populações adultas que não são imunocomprometidas. O curso temporal da positividade da PCR e de anticorpos IgM e IgG pode variar em crianças e outros grupos de doentes, incluindo a grande população de indivíduos assintomáticos que não são diagnosticados sem vigilância ativa. Muitas perguntas permanecem, particularmente quanto tempo dura a imunidade potencial em indivíduos, assintomáticos e sintomáticos, infectados com SARS-CoV-2.

Abstract

The pandemic of coronavirus disease 2019 (COVID-19) continues to affect much of the world. Knowledge of diagnostic tests for severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 (SARS-CoV-2) is still evolving, and a clear understanding of the nature of the tests and interpretation of their findings is important. This Viewpoint describes how to interpret 2 types of diagnostic tests commonly in use for SARS-CoV-2 infections—reverse transcriptase–polymerase chain reaction (RT-PCR) and IgM and IgG enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA)—and how the results may vary over time.